Blog

Psicoterapia Online

Compartilhe nas redes sociais

Desde 2012 o Conselho Federal de Psicologia tem uma resolução que regulamenta os serviços psicológicos prestados por meios de comunicação à distância e autoriza o atendimento psicoterapêutico em caráter experimental. Em 2018 o CFP publica a resolução CFP nº11/2018. Esta resolução autoriza as consultas e atendimentos psicológicos online.

“Entende-se por consulta e/ou atendimentos psicológicos o conjunto sistemático de procedimentos, por meio da utilização de métodos e técnicas psicológicas do qual se presta um serviço nas diferentes áreas de atuação da Psicologia com vistas à avaliação, orientação e/ou intervenção em processos individuais e grupais”. (Art.2º, §1º, Resolução CFP nº11/2018).
Mesmo antes da regulamentação no Brasil, a prestação de serviços psicológicos e psicoterapia online já era estudada em diversos países. Desde a década de 50 já havia estudos iniciados sobre a prática psicoterapêutica por meios remotos (PIETA E GOMES, 2014). Atualmente, já se tem grandes avanços que mostram o inúmeros benefícios da psicoterapia online.


Havia o questionamento se a relação terapêutica poderia ser comprometida, já que a relação terapêutica é um fator muito importante e está associada aos resultados terapêuticos. “A relação terapêutica caracteriza-se pelo padrão comunicativo que se estabelece entre terapeuta e paciente na expressão implícita ou explícita de sentimentos e atitudes entre um e outro” (PIETA E GOMES, 2014, p.22). No entanto, estudos mostram que existem mais semelhanças do que se imagina e que, apesar de existirem diferenças, elas são poucas e pouco interferem nos resultados da psicoterapia.


Muitos desses questionamentos foram respondidos com pesquisas em que se mostram a efetividade da psicoterapia remota. Há evidências da eficácia da psicoterapia online para diversos transtornos, tais como: depressão, ansiedade, transtorno do pânico, transtorno de estresse pós-traumático e transtornos alimentares (PIETA E GOMES, 2014).


Alguns dos benefícios são a diminuição dos custos, a flexibilidade, a facilidade de acesso e privacidade. Além disso, já se sabe que a aliança terapêutica (a relação entre terapeuta e cliente) também é efetiva e se estabelece assim como nos atendimentos presenciais.


Crianças e adolescentes também podem se beneficiar da psicoterapia online (MARCH, SPENCE E DONOVAN, 2009). Há evidências de que a terapia cognitivo-comportamental foi eficaz na redução de sintomas de ansiedade e outros. O atendimento com crianças envolve uma série de técnicas que, ao serem realizadas via internet, são adaptadas e personalizadas de acordo com as necessidades e particularidades de cada uma. Com isso, a psicoterapia online pode ser eficaz no alívio de sintomas e no bom desenvolvimento nas relações sociais em diversos contextos: escola, relações familiares, relações interpessoais e outros.


Portanto, adultos, jovens e crianças podem se beneficiar com a psicoterapia online e ter mais qualidade de vida. Todos podem contar com as facilidades que a o atendimento remoto oferece quando não podem estar fisicamente presentes: flexibilidade, apoio e orientação remota e acessibilidade a serviços especializados que ficam distantes, como aqui na Clínica Neide Barros com os atendimentos de psicologia, fonoaudiologia, psicopedagogia, pedagogia, nutrição, neuropsicologia e outros.

REFERÊNCIAS:
• March, S., Spence, S. H., & Donovan, C. L. (2009). The efficacy of an internet-based cognitive-behavioral therapy intervention for child anxiety disorders. Journal of Pediatric Psychology, 34(5), 474-487. doi:10.1093/jpepsy/jsn099.
• PIETA, Maria Adélia Minghelli; GOMES, William B.. Psicoterapia pela Internet: viável ou inviável?. Psicol. cienc. prof., Brasília , v. 34, n. 1, p. 18-31, Mar. 2014 . Available from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932014000100003&lng=en&nrm=iso. access on 05 July 2020. https://doi.org/10.1590/S1414-98932014000100003.
• Conselho Federal de Psicologia. (2005). Regulamenta o atendimento psicoterapêutico e outros serviços psicológicos mediados por computador e revoga a Resolução CFP nº003/2000. Resolução CFP nº 012/2005. Brasília, DF: Autor
• Conselho Federal de Psicologia. (2018). Regulamenta a prestação de serviços psicológicos realizados por meios de tecnologias da informação e da comunicação e revoga a Resolução CFP N.º 11/2012. Brasília, DF: Autor.

Menu

Av das Américas, 500 – Bloco 13B – Sala 320 Shopping Downtown
Barra da Tijuca – RJ, 22621-090

© Copyright Clínica Neide Barros 2021. Todos diretos reservados.