Blog

TDAH sintomas clínicos e diagnóstico.

Compartilhe nas redes sociais

A característica essencial do TDAH é um padrão persistente de desatenção e/ou de hiperatividade, mais freqüente e em maior grau do que tipicamente observado nos indivíduos com nível equivalente de desenvolvimento. Alguns dos sintomas que causam prejuízo devem estar presentes antes dos sete anos de idade e devem também ser observados em, pelo menos, dois contextos (por ex., na escola e em casa). Deve haver sempre claras evidências de interferência nos funcionamentos social, acadêmico ou ocupacional.

Outro sintoma observado com freqüência no TDAH é a impulsividade, manifestada por impaciência, dificuldade em aguardar sua vez, responder precipitadamente antes das perguntas terem sido completadas ou interromper freqüentemente os assuntos dos outros. Alteração da sociabilidade, labilidade emocional, baixa tolerância às frustrações, baixa autoestima e compor- tamento desafiador são outras características, referidas como comorbidades do TDAH, que podem estar associadas nesses indivíduos.As realizações acadêmicas, em geral, estão prejudicadas e são insatisfatórias, tipicamente ocasionando conflitos com a família e autoridades escolares.Muitos pacientes apresentam também transtorno psicomotor caracterizado por uma incoordenação motora (apraxia), sendo classificados pelos familiares como desastrados, além de poderem apresentar distúrbio da fala e alterações do processamento auditivo.

Os problemas na área afetivo-emocional associados ao insucesso escolar podem colaborar para um futuro desajuste social e, conseqüentemente, para a própria delinqüência juvenil.
A persistência do TDAH e seu diagnóstico na fase adulta têm sido motivo de pesquisas e discussões . Muitos dos sintomas principalmente hiperatividade, diminuem ou desaparecem nessas fases tardias, enquanto outros, como a desatenção e certas comorbidades, podem permanecer ou até agravar-se após a adolescência.

No transtorno de déficit de atenção-hiperatividade, por se tratar de um quadro sindrômico, é importante estabelecer o diagnóstico etiológico quando possível, assim como identificar os fatores agravantes ou desen- cadeantes para estabelecer um planejamento terapêutico mais adequado. Na atualidade, o diagnóstico é eminentemente clínico, baseado em dados colhidos numa anamnese minuciosa, devendo ser indagado acerca do comportamento do paciente em uma variedade de situações dentro de cada contexto.A observação clínica, o exame neuropediátrico, as avaliações e os testes nas áreas comprometidas são dados fundamentais no planejamento do tratamento.

Na primeira infância, o diagnóstico diferencial entre os sintomas do TDAH e o comportamento apropriado à idade em crianças ativas podem ser difíceis. Os sintomas de desatenção podem surgir nas crianças mais velhas quando são colocadas em contextos escolares em desacordo com sua capacidade intelectual, não se caracterizando como TDAH. Tal afirmativa também é válida para a dificuldade no comportamento dirigido a objetivos em determinadas crianças oriundas de ambientes inadequados, desorganizados ou caóticos.

O tratamento ideal portadores do TDAH envolve um planejamento individualizado, baseado nos sintomas principais e comorbidades, além das preferências da família e do próprio paciente. Vamos tratar no próximo info o tratamento detalhadamente.

Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menu

Av das Américas, 500 – Bloco 13B – Sala 320 Shopping Downtown
Barra da Tijuca – RJ, 22621-090

© Copyright Clínica Neide Barros 2021. Todos diretos reservados.