Blog

Fobias

Compartilhe nas redes sociais

Apesar de fazer parte da natureza humana, o medo, quando exagerado e constante, se transforma em patologia fóbica.  As fobias existem em graus diferentes, e dependendo da gravidade, podem comprometer a vida de seus portadores. Há pessoas que, por uma determinada fobia, por exemplo a insetos, não entram em lugares que tenham grama ou mata, de forma alguma. Outros preferem viajar quilômetros por rodovias levando horas por medo de enfrentar um avião.

Todo processo fóbico requer atenção de um especialista. Existem fobias tipicamente infantis e sabemos que uma fobia infantil não cuidada poderá ser levada para vida adulta, pois, ao contrário de alguns medos da infância, que com o tempo e o amadurecimento, desaparecem naturalmente, as fobias não desaparecem sem o devido trabalho terapêutico.

Elas também podem ser desencadeadas por trauma (consciente ou não), ou, ainda, da vivência de uma situação negativa, que posteriormente desperta o processo fóbico. Quando esses fatos acontecem o cérebro registra em sua memória emocional a situação traumática, e a cada exposição posterior, todos os sentimentos e reações de ansiedade fóbica voltam a aparecer, provocando uma crise que pode até configurar um ataque de pânico.

Os hormônios adrenalina e o cortisol são liberados pelo medo diante de ameaças, são extremamente liberados durante uma crise fóbica, e todo o sistema nervoso prepara o corpo para duas reações possíveis frente a ameaça: luta ou fuga. No caso do fóbico, ele optará sempre pela fuga ou evitação, sentido todas as reações do corpo para essa situação.

Os sintomas ou reações fóbicas, são de um modo geral, falta de ar, tremedeira, taquicardia, sudorese, alteração na pressão arterial, tonturas, que são reações fisiológicas próprias do organismo frente uma ameaça real. O grande problema é que na fobia a ameaça também pode ser irreal, e mesmo assim desencadeia todo o processo.

O tratamento das fobias, em geral, envolve psicoterapia, e, em alguns casos, o tratamento psiquiátrico, com uso de medicamentos que diminuem ou atenuam os sintomas. Existe uma lista enorme de fobias, um medo para quase tudo, e algumas muito estranhas. Porém todas devem ser vistas com seriedade e tratadas adequadamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menu

Av das Américas, 500 – Bloco 13B – Sala 320 Shopping Downtown
Barra da Tijuca – RJ, 22621-090

© Copyright Clínica Neide Barros 2021. Todos diretos reservados.