Blog

Tratamento medicamentoso

Compartilhe nas redes sociais

Os medicamentos mais usados no Tratamento TDAH são os psicoestimulantes, seus nomes comerciais são Ritalina, Concerta e Venvanse.
O metilfenidato é a droga mais antiga empregada para déficit de atenção e hiperatividade. É comercializada como Ritalina ou Concerta (por empresas diferentes). Há alguns anos foi lançado no Brasil o Venvanse, nome comercial para a lisdexanfetamina, droga da família das anfetaminas. Estes são os únicos medicamentos psicoestimulantes disponíveis no Brasil.
Apesar de, por muitos anos, terem sido a primeira linha de tratamento para TDAH, ainda há muito desconhecimento, preconceitos e idéias errôneas sobre o uso de medicação psiquiátrica, especialmente em função de sua classificação como remédio tarja preta.

Os psicoestimulantes (ou remédio tarja preta) tem por função potencializar o funcionamento cerebral, atuando sobre o neurotransmissor dopamina. Assim sendo, ocorre a redução dos sintomas especialmente da distração e da hiperatividade. Justamente por sua interferência no metabolismo da dopamina, que é a substância orgânica que envolvida no controle da motivação, níveis de energia e do prazer, os psicoestimulantes compõem uma categoria de drogas muito controladas.
Atualmente, tem se questionado muito o excesso de prescrições, especialmente para crianças, bem como as limitações de seu uso – os efeitos apenas de curto prazo. Além do risco de efeitos colaterais e a necessidade de manter o consumo por tempo indeterminado, que para muitos significa dependência da medicação. Em síntese, a prática de usar medicação como a “principal” linha de tratamento está cada vez mais enfraquecida. Pois linhas não-medicamentosas chamam mais e mais a atenção, por seus efeitos sustentados.
Psicoestimulantes são drogas muito potentes e aliados preciosos do tratamento do TDAH. Para seu melhor aproveitamento, é indispensável conhecer tudo sobre eles. A saber, o que eles podem trazer de positivo e também o que não se pode esperar deles.
Lembrando sempre que medicação deve sempre ser prescrita por médicos psiquiatras ( preferencialmente) e acompanhada por terapias com potencial de efeitos de longo prazo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menu

Av das Américas, 500 – Bloco 13B – Sala 320 Shopping Downtown
Barra da Tijuca – RJ, 22621-090

© Copyright Clínica Neide Barros 2021. Todos diretos reservados.